juda(5).jpg

No dia 21/01/2019, uma pessoa, que não quis se identificar procurou a delegacia especializada da defesa da mulher informando que em uma residência, localizada próximo ao posto da PRF, na zona rural de Cáceres, estaria ocorrendo um crime de violência sexual contra uma menor de 14 anos, sendo o principal suspeito o padrasto da vítima, de iniciais I.C.P. de 40 anos, e que a notícia que se tem é que a menor estaria sofrendo esse tipo de violência há cerca de 02 anos, então, cansada de ser abusada, a menor fugiu de casa.

Segundo informações do denunciante, os envolvidos nesse episódio são de origem boliviana e que inclusive o crime vem acontecendo desde que a família morava na Bolívia.

Diante da situação, a equipe de investigadores da referida delegacia começaram a investigar o caso e descobriram que na verdade o crime é pior ainda, o suspeito abusava de suas 02 enteadas, sendo uma de 13 e 14 anos, que uma delas (mais velha) ficou grávida e tudo leva a crer que é do padrasto.

Com isso, a delegada de policia, Dra. Judá Maali, titular da delegacia, representou pela prisão do suspeito e nesta manhã de sexta feira, 08/02, os investigadores conseguiram localizar o mesmo e realizar a sua prisão, encaminhando o mesmo até a delegacia.

VAI VENNNNNNNNNNNNNNDO

Ouvido pela autoridade policial o suspeito I.C.P. confessou o crime, disse ainda que abusava de suas 02 enteadas desde que moravam na Bolívia, sendo que o último abuso ocorreu quando a vítima (de 14 anos) fugiu de casa, contou também que a sua esposa (mãe das vítimas) tinha conhecimento dos abusos que cometia contra suas enteadas.

Perguntado sobre a possibilidade do filho de uma das vítimas ser dele, o mesmo respondeu que sim.