Juda%20Maali(2).jpg

Na manhã desta quarta feira, 09/01, a Delegacia Especializada da Defesa da Mulher, sob o comando da Delegada de Policia, Dra. Judá Maali Pinheiro Marcondes, realizaram a prisão do suspeito de iniciais V.F.V.S. de 26 anos, conhecido como 'Coruja', morador do Bairro Cavalhada, ele foi preso pelo crime de estupro de vulnerável, contra uma adolescente de 12 anos, fato este, ocorrido no dia 28/08/2016.

Segundo a policia, na época do fato, a mãe da adolescente, de iniciais L.O. procurou a delegacia da mulher e registrou o boletim de ocorrência dos fatos, ela disse que a sua filha de 12 anos estava com um comportamento estranho, sempre triste, então, perguntou o que havia acontecido e para sua surpresa a sua filha disse que havia sido abusada pelo vizinho, um indivíduo de apelido 'Coruja', com isso, nunca esqueceu a data mais triste de sua vida, contou ainda que o suspeito ainda tentou abusar dela outra vez, porém, a mesma correu.

A vítima contou que sempre que encontrava o suspeito na rua, dizia que iria lhe pegar novamente, pois foi ele quem havia tirado a sua virgindade.

Após o registro de ocorrência o suspeito sumiu, porém, nesse interim, o mesmo chegou a ser preso pelo crime de tráfico de drogas na cidade de Poconé, mas após sair da cadeia, o indivíduo procurou a vítima, que na ocasião já havia se mudado da casa onde morava, como não a encontrou começou a mandar mensagem via whatsapp para ela (mãe da vítima), perguntando onde estavam morando.

A comunicante relatou que temendo o pior, voltou a delegacia de policia e registrou outro boletim de ocorrência, diante da situação a Delegada Dra. Judá Maali, representou pela prisão do 'Coruja', que prontamente foi decretada pelo Juiz.

O suspeito 'Coruja' foi preso pela equipe de investigadores quando o mesmo estava saindo de sua residência, localizada no Bairro da Cavalhada.

O CRIME

Segundo a vítima, no dia do fato, 28/08/2016, por volta das 11:00Hs, foi chamar a sua prima para almoçar, a qual morava no mesmo terreno do suspeito 'Coruja', quando chegou na casa, perguntou pela prima, nisso, o suspeito disse que estava no quarto, nisso, ela entrou e foi direto no quarto, mas não viu ninguém, então ficou desconfiada, pensando que ela estaria esondida embaixo da cama, depois se abaixou para olhar e quando se levantou levou um susto danado porque viu o 'Coruja' atrás dela, com uma camiseta na mão, toda enrolada, colocando em sua boca para que a mesma não gritasse, o suspeito ainda disse que o que ele estava fazendo era presente de aniversário dele para ela, em seguida tirou a bermuda e tentou deita-la na cama, mas como não conseguiu, encostou a mesma na parede e abusou dela ali mesmo.

A vítima disse ainda que tentou gritar, mas como estava com a camiseta na boca, não conseguiu e que só parou de abusar dela porque a esposa dele poderia chegar a qualquer momento, já que ela tinha ido buscar os filhos na escola, mas que antes de sair da casa, o suspeito ainda teria dito "não conta nada o que aconteceu, você pensa que acabou? na próxima vez eu acabo com isso".