Polícia confirmou a prisão, na madrugada desta quinta-feira (10), de um dos suspeitos na participação do assassinato de Fredson Djonatan Samueleski, 26, ocorrido no final da tarde de quarta-feira (9), na porta da panificadora da família dele, em Tangará da Serra (239 km ao Médio-Norte de Cuiabá). Fredson era youtuber e foi morto com mais de 10 tiros. Crime passional é investigado.

Segundo as informações obtidas pelo Gazeta Digital, o suspeito de 28 anos foi preso pela equipe da Força Tática após uma série de denúncias. A principal suspeita é de que a vítima tinha um caso amoroso com a esposa de um dos suspeitos, que segue foragido.

Quando os policiais se aproximaram da casa indicada na denúncia, o suspeito tentou fugir pulando o muro, mas acabou sendo abordado. Ele informou que estava com a arma usada no crime, mas negou participação.

Disse apenas que tinha guardado a arma para o seu amigo, identificado como Carlos, responsável pelo crime. Carlos estava com ciúmes da vítima com sua esposa e acreditava que eles estavam tendo um caso, o que não foi confirmado pelas autoridades, já que a motivação ainda segue em investigação.

Já na casa do suspeito Carlos, a polícia não o encontrou. A esposa afirmou que não sabia de seu paradeiro, disse que ele saiu de casa após uma briga entre eles. Confirmou ainda que ela trabalhava com a vítima e que o marido tinha ciúmes de Fredson.

Diante dos fatos, apenas o primeiro suspeito foi encaminhado para a delegacia com uma pistola, além de 30 munições de calibre 9mm, 15 munições de calibre 38 e 3 carregadores de pistola.

Gazeta Digital