cano(21).jpg

Na noite de ontem, 14/07 (domingo), por volta das 20:50Hs, uma cidadã de iniciais A.R. de 26 anos, compareceu na delegacia de policia para clamar de um roubo a mão armada que sofreu na loja de conveniência, de um posto de combustíveis, localizado na Avenida Getúlio Vargas, local onde trabalha.

ASSUNTA O DESMANTELO

A vítima relatou aos investigadores de plantão na 1DP que há pouco tempo atrás estava trabalhando normalmente na referida conveniência, quando em dado momento 02 indivíduos chegaram no local, que um deles, usando roupas de cor azul, com dois riscos na sobrancelha, pediu uma carteira de cigarros, já o outro indivíduo, usando um boné, de cor branco, chegou próximo a ela, arrancou um revólver da cintura e anunciou o SERVIÇO, o roubo, dizendo "fica quieta, não grita e passa o dinheiro".

A cidadã disse que diante desse atropelo medonho fazer oque? abriu a gaveta do caixa e entregou o dinheiro para os ladrões, que após o fato saíram do local.

Após os malandros saírem, ela (vítima), saiu correndo e perguntou aos frentistas do posto se haviam vistos os ladrões que tinham acabado de roubar a conveniência, onde disseram que os suspeitos saíram em uma bicicleta e sumiram na rua.

Diante da situação ela compareceu na delegacia de policia para comunicar o fato e pedir providências.