20180515_190223(2).jpg

Na tarde desta terça feira, 15/05, por volta das 15:00Hs, a Policia Militar foi informada via CIOSP sobre um roubo a mão armada ocorrido em um laboratório de análises clinicas, localizado próximo ao hospital regional.

Diante da comunicação a rádio patrulha imediatamente foi pro local do fato, chegando lá foram informados pelas vítimas que foram roubados 05 celulares (dos pacientes e da empresa) e uma quantia aproximadamente de 500 reais do laboratório, bem como repassaram as características e as roupas que os ladrões usavam no momento do roubo.

Após ouvirem o relato das vítimas os policiais informaram via rádio outras viaturas de serviço e saíram na batalha da gatunada e rastreando um dos celulares das vítimas, foi indicado que o aparelho estaria nas imediações da carne seca, atrás a areeira, numa baía.

Então as viaturas foram até o local indicado e lá avistaram um indivíduo em atitude suspeita, onde o mesmo foi abordado e se identificou como sendo de nome Djalma Rodrigues Santos Junior, de 24 anos, morador da cidade de Várzea Grande e que o mesmo estava com 03 capacetes contendo roupas e realizando o velho baculejo, revista pessoal, foi encontrado com o mesmo, um celular, de cor branco, de marca Quantum e verificaram que se tratava do celular roubado do referido laboratório, com isso, o suspeito recebeu voz de prisão na hora e foi recolhido pro camburão.

VAI VENNNNNNNNNNNNNDO

Após isso os policiais continuaram as buscas atrás dos outros envolvidos no roubo, quando chegaram próximo a baía, encontraram um outro suspeito, mas que este, ao ver a viatura da policia fugiu em disparada entrando na baía, sumindo em uma matagal as margens do rio Paraguai, no local foram localizados vários documentos, 01 cartão de crédito, folhas de cheques e 01 talão de cheque, que foram jogados no rio, além de um terço pertencentes aos suspeitos e as roupas utilizadas no roubo.

Para a policia, o suspeito (preso), Djalma, disse que havia comprado o celular roubado e disse o nome dos suspeitos que roubaram o laboratório, sendo eles moradores do Bairro Quebra Pau.

Já na delegacia de policia, no famoso CISC o suspeito Djalma, disse que havia furtado uma moto Titan, de cor preta, para praticarem o roubo e que na verdade era ele e um outro companheiro que havia praticado o crime, mas que era seu comparsa que estava armado com um revólver no momento do roubo.

*Até o momento do encerramento do boletim de ocorrência a vítima (proprietária da moto), furtada e utilizada no roubo não havia comparecido na delegacia para registrar o boletim de ocorrência do furto do seu veículo.

Á partir de agora as investigações passam para a Policia Judiciária Civil, que inclusive já trabalham no caso.

20180515_190138.jpg

20180515_193237.jpg