golpe(1).jpg

Nesta manhã de quinta feira, 13/02, por volta das 09:40Hs, um cidadão de 36 anos, compareceu na delegacia de polícia informando que havia sido vítima de estelionato, que segundo o mesmo, na data de ontem, (quarta feira), teve sua linha telefônica da operadora claro, bloqueada, então, ao entrar em contato com a referida operadora, foi informado que tal bloqueio havia sido feito a pedido dele (vítima), inclusive, utilizando o seu CPF.

A vítima disse que nesse momento se assustou porque jamais solicitou bloqueio de sua linha, nisso, o atendente lhe orientou a ir até a loja física para realizar o desbloqueio e que só conseguiu desbloquear nesta manhã, e assim que o celular voltou a funcionar recebeu uma chamada do banco Cetelem, onde foi questionado se o mesmo havia solicitado um empréstimo no valor de R$ 4.876,00 (quatro mil e oitocentos e setenta e seis reais), utilizando o cartão de crédito Mastercard, a ser depositado em uma conta no banco Santender.

O comunicante disse que não solicitou nenhum empréstimo e também não possui conta no referido banco, com isso, acredita que foi vítima de estelionato.

Diante da situação o mesmo compareceu na delegacia de polícia para comunicar o fato e pedir providências.

A polícia judiciária civil investiga o caso.